PL das fake news

Entidades pedem supressão do artigo 36 do PL das fake news

Associações ligadas ao jornalismo, entre elas a APJor, divulgaram um manifesto pedindo a supressão do art. 36 da proposta de substitutivo ao projeto de lei 2630/2020, que estabelece obrigatoriedade de remuneração dos conteúdos jornalísticos reproduzidos pelas plataformas de redes sociais. Saiba mais

Da Redação

De acordo com essas entidades, a proposta de legislação é genérica e, pela sua complexidade, exige ampla participação social e um debate público qualificado. Além disso, a proposição ignora diversos projetos de lei que já estão em tramitação que visam a enfrentar essa temática. As entidades sugerem, como alternativa para o artigo 36 do PL das fake news, a retomada das discussões sobre a necessidade de mudanças na lei de direitos autorais, já apontada no Marco Civil da Internet, e do debate sobre a sustentabilidade do jornalismo.

Assinaram o documento a Associação Brasileira de Comunicação Pública (ABCPublica), Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Associação Brasileira de Mídia Digital (ABMD), Associação de Jornalismo Digital (Ajor), Associação Profissão Jornalista (APJor), Coalizão Direitos na Rede (CDR), Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Movimento Conteúdo Jornalístico Tem Valor.

Veja a íntegra do manifesto aqui.

Veja mais sobre o tema

PL propõe que plataformas paguem direitos autorais a jornalistas

Movimento Conteúdo Jornalístico tem Valor

Diretiva do Parlamento Europeu e do Conselho

Austrália x Facebook: conflito pode ditar o rumo do jornalismo na internet

Nova lei de plataformas digitais na Austrália flexibiliza em favor de Google e Facebook

Black Friday: FIJ lembra que ‘big techs’ devem pagar parte justa em impostos

APJor

APJor

A Associação Profissão Jornalista – APJor é uma organização nascida do Movimento Jornalistas Pró-Conselho, criada na assembleia de 22 de outubro de 2016, na Câmara Municipal de São Paulo, com a presença de 40 jornalistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *